Segunda-feira, 13 de Maio de 2013

A hora do conto do pretérito dia 9 não foi indiferente ao Dia da Europa, que se celebrava precisamente nesse dia.

O José Lourenço, do 6º A, foi o nosso leitor e escolheu uma história relacionada com Pinóquio, personagem célebre da obra homónima de Collodi - escritor de um país da EU, a Itália - a tal personagem a quem crescia o nariz sempre que dizia uma mentira – e dizia muitas! Mas a história que o José escolheu para nos contar não foi exatamente a história do Pinóquio, mas a hipotética forma de criação da mesma pelo seu autor. Ou seja, a forma como as autoras dessa história – Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada – imaginaram o pensamento de Collodi quando escrevia a narrativa. Como é que um escritor chega à história? Como se inspira? Por onde começa? É a personagem que lhe entra pela história dentro, ou é a história que vai encaixar numa personagem imaginada à partida? Pensem nisso e escrevam! Inventem histórias, puxem pela imaginação. Este blogue ficará muito feliz por lhes dar abrigo.



publicado por Bibliotecas de Penedono às 11:26
O blogue das Bibliotecas de Penedono
links
 
blogs SAPO