Sábado, 17 de Novembro de 2012

Ver televisão diminui a esperança de vida em vários anos, concluiu um estudo australiano, cujo autor diz que as pessoas não têm noção dos riscos que correm.

"Couch potato". A expressão norte-americana (qualquer coisa como "batata de sofá") que é utilizada para qualificar as pessoas que passam muito tempo 'enterradas' no sofá a ver televisão é habitualmente utilizada num tom jocoso, mas a verdade é que a situação acarreta mais riscos do que aparenta.

A conclusão é de um estudo australiano - "Television viewing time and reduced life expectancy: a life table analysis" - publicado no "British Journal of Sports Medicine". A pesquisa assegura que a cada hora que uma pessoa passa sentada a ver televisão reduz a esperança de vida em 22 minutos. Isto é, quem passa uma média de seis horas por dia a ver televisão pode viver menos cinco anos, além de elevar os riscos de ter diabetes e doenças cardiovasculares.

Os dados analisados referem-se às respostas de 12 mil australianos (com mais de 25 anos) sobre o seu estilo de vida, obtidas depois de se questionar não só o sedentarismo, mas também os hábitos alimentares e o tabagismo. Mas a pergunta mais importante era aparentemente inofensiva: "quantas horas vê televisão por dia?" 


Ler mais {#emotions_dlg.online}




publicado por Bibliotecas de Penedono às 10:00
O blogue das Bibliotecas de Penedono
links
 
blogs SAPO