Sábado, 11 de Agosto de 2012

MIT: eles descobriram o segredo da lotaria de Massachusetts


Dez anos depois de um grupo de estudantes e um professor do Massachusetts Institute of Technology (MIT) terem ganho milhões de dólares em casinos de Las Vegas, há novo escândalo de jogo, nos Estados Unidos, envolvendo a mesma instituição.

 

De acordo com uma investigação do jornal “Boston Globe”, um investigador e um novo grupo de estudantes do MIT conseguiram descobrir o segredo da lotaria de Massachusetts e, nos últimos sete anos, terão lucrado mais de 8 milhões de dólares.

 

Tudo começou com um projecto para uma disciplina da faculdade, em 2005: a falta de ideias originais levou a que os estudantes decidissem estudar o sistema da lotaria. Os “génios da matemática e da ciência” perceberam que “apenas seriam precisos 100 mil dólares em boletins para garantir o sucesso”.

 

Sempre que o “jackpot” atingia os dois milhões de dólares ou mais, os membros do grupo atacavam: compravam milhares de boletins, a dois dólares cada, e partilhavam o dinheiro do prémio. O “Boston Globe” diz que o esquema atingiu tamanhas proporções que se transformou num “negócio quase a tempo inteiro”.

 

Durante sete anos gastaram 40 milhões de dólares em boletins e ganharam 48 milhões. Para o “New York Daily News”, MIT deveria passar a querer dizer “muggers in training” (qualquer coisa como “assaltantes em treino”).

 

O escândalo atingiu uma dimensão maior na opinião pública norte-americana quando foi descoberto que os responsáveis pela lotaria de Massachusetts tinham conhecimento de todo o esquema. “Como posso fazer parte do clube quando me reformar?” foi o que um dos oficiais da lotaria perguntou, aos estudantes, num e-mail a que o Globe teve acesso.

 

Em Julho último, quando o escândalo foi tornado público, os estudantes e demais envolvidos no esquema não foram detidos, uma vez que não foi verificada a existência de manipulação do sorteio, apenas cálculos matemáticos.

 

Notícia retirada daqui.



publicado por Bibliotecas de Penedono às 13:04
A verdade é que não fizeram nada de ilegal. A matemática afinal serve para alguma coisa :P
Maria a 24 de Agosto de 2012 às 20:05

O blogue das Bibliotecas de Penedono
links
 
Sitemeter
blogs SAPO